Menu
KAGIVA
segunda, 15 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
COPA SÃO PAULO 2018

Apesar de tropeços, futebol de MS despede-se com sensação positiva

10 Jan 2018 - 08h13Por DA REDAÇÃO

Sensação de dever cumprido. Assim o futebol de Mato Grosso do Sul despediu-se da edição 2018 da Copa São Paulo de Futebol Júnior, após o Comercial perder por 1 a 0 para o Atlântico, da Bahia, em Capão Bonito (SP), na tarde desta terça-feira (9), e ver Coritiba e Elosport (SP) empatarem por 1 a 1 e selarem suas classificações no Grupo 22.

Era a última esperança para o estado, já que o Corumbaense, atual campeão sub-19, já havia se despedido da disputa com a derrota por 2 a 0 para a Ferroviária no sábado (6), em Araraquara (SP). Na estreia do Grupo 17, o Carijó já havia sofrido um revés para o favorito Corinthians, por 3 a 0. Nesta quarta-feira, se despede da disputa diante do Pinheiro, do Maranhão, cumprindo tabela.

"A gente pode dizer que esperava, não a derrota (para o Atlântico), mas sim chegar com chances de classificação. São três times (no grupo) que estão à nossa frente", destacou o técnico comercialino, Vina.

Segundo ele, o saldo do Colorado na competição é extremamente positivo. E ter empatado com o Coritiba na estreia e vencido o Elosport, time da casa, pode ser mostrado à diretoria como o impacto do clube investir em suas divisões de base.

"Há qusase dez anos o Comercial não ganha títulos na base, um sub-13, sub-15, é muito tempo para um clube que ao longo da história revelou muitos jogadores. A gente espera que a diretoria entenda a necessidade de se dar sequência a esse trabalho. Muitos dos jogadores podem disputar outra Copinha e acabar com tudo, de novo, não é a solução para reestruturarmos o futebol do Estado", disse Vina.

Pelo lado do Corumbaense, a manutenção está garantida. O supervisor Júnior Teixeira rebateu críticas recebidas de torcedores da cidade e atentou para a dificuldade do grupo sorteado.

"Conseguimos encarar de frente duas potências da base, uma delas dez vezes campeã da Copinha. Quem assistiu ao jogo viu que o Corumbaense não desistiu em nenhum momento dos jogos, procurou as jogadas. Não tem porque o das críticas pesadas", disse Teixeira, que critica a arbitragem principalmente no duelo contra o time do interior paulista. "Tivemos um gol legítimo anulado e a bola que foi cruzada para o primeiro gol deles saiu por fora da linha. Perdemos muitas chances", ponderou.

Sobre o futuro, o dirigente não esconde a motivação de uma temporada que promete ao Carijó, com as disputas de Estadual, Copa do Brasil, Copa Verde e Série D, onde a previsão é de disputar de frente pelo menos dois desses troféus.

"A diretoria está de parabéns pelo que ela desenvolveu no futebol sul-mato-grossense. Sem investimentos, não passamos vergonha, fomos campeões depois de quase 35 anos. É orgulho. E o que vimos na Copinha é só um pouco do que vem pela frente", completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÃO DA PMA
PMA apreende rede e anzóis de galho nos rios Miranda e da Prata
RIO MIRANDA EM BONITO - MS
Em BONITO, Rio Miranda atinge nível de emergência e Imasul emite alerta a ribeirinhos
PRIMEIRO PESQUISA DO 2º TURNO
Pesquisa do 2º turno para governador do MS indica Reinaldo com 54%, veja números
BONITO - MS - E MAIS 56 CIDADES
BONITO e mais 56 cidades do MS em sinal de alerta para mais tempestades
EM CIDADE DO MS
Rapaz morre afogado enquanto nadava em lago de represa em cidade do MS
ELEIÇÕES 2018 - AÇÃO NA FRONTEIRA
Bolsonaro planeja implantar trabalho do DOF nas demais fronteiras do Brasil
BRASILEIRA EXECUTADA
Brasileira dona de escritório contábil é executada com 9 tiros de pistola na fronteira com MS
ROTA 262 - CORUMBÁ - MS
Rumo a Corumbá: 262 é rota da chipa, jacaré pego à unha e a doce prosa
BALANÇO DOS ACIDENTES
Dez crianças morreram e 37 ficaram inválidas após acidentes em MS neste ano
MAIS CHUVA NA CAPITAL
Chuva volta e em poucos minutos já causa alagamentos em Campo Grande