Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 23 de janeiro de 2019
KAGIVA
Busca
UNIPAR_PC
COPA SÃO PAULO 2018

Apesar de tropeços, futebol de MS despede-se com sensação positiva

10 Jan 2018 - 08h13Por DA REDAÇÃO

Sensação de dever cumprido. Assim o futebol de Mato Grosso do Sul despediu-se da edição 2018 da Copa São Paulo de Futebol Júnior, após o Comercial perder por 1 a 0 para o Atlântico, da Bahia, em Capão Bonito (SP), na tarde desta terça-feira (9), e ver Coritiba e Elosport (SP) empatarem por 1 a 1 e selarem suas classificações no Grupo 22.

Era a última esperança para o estado, já que o Corumbaense, atual campeão sub-19, já havia se despedido da disputa com a derrota por 2 a 0 para a Ferroviária no sábado (6), em Araraquara (SP). Na estreia do Grupo 17, o Carijó já havia sofrido um revés para o favorito Corinthians, por 3 a 0. Nesta quarta-feira, se despede da disputa diante do Pinheiro, do Maranhão, cumprindo tabela.

"A gente pode dizer que esperava, não a derrota (para o Atlântico), mas sim chegar com chances de classificação. São três times (no grupo) que estão à nossa frente", destacou o técnico comercialino, Vina.

Segundo ele, o saldo do Colorado na competição é extremamente positivo. E ter empatado com o Coritiba na estreia e vencido o Elosport, time da casa, pode ser mostrado à diretoria como o impacto do clube investir em suas divisões de base.

"Há qusase dez anos o Comercial não ganha títulos na base, um sub-13, sub-15, é muito tempo para um clube que ao longo da história revelou muitos jogadores. A gente espera que a diretoria entenda a necessidade de se dar sequência a esse trabalho. Muitos dos jogadores podem disputar outra Copinha e acabar com tudo, de novo, não é a solução para reestruturarmos o futebol do Estado", disse Vina.

Pelo lado do Corumbaense, a manutenção está garantida. O supervisor Júnior Teixeira rebateu críticas recebidas de torcedores da cidade e atentou para a dificuldade do grupo sorteado.

"Conseguimos encarar de frente duas potências da base, uma delas dez vezes campeã da Copinha. Quem assistiu ao jogo viu que o Corumbaense não desistiu em nenhum momento dos jogos, procurou as jogadas. Não tem porque o das críticas pesadas", disse Teixeira, que critica a arbitragem principalmente no duelo contra o time do interior paulista. "Tivemos um gol legítimo anulado e a bola que foi cruzada para o primeiro gol deles saiu por fora da linha. Perdemos muitas chances", ponderou.

Sobre o futuro, o dirigente não esconde a motivação de uma temporada que promete ao Carijó, com as disputas de Estadual, Copa do Brasil, Copa Verde e Série D, onde a previsão é de disputar de frente pelo menos dois desses troféus.

"A diretoria está de parabéns pelo que ela desenvolveu no futebol sul-mato-grossense. Sem investimentos, não passamos vergonha, fomos campeões depois de quase 35 anos. É orgulho. E o que vimos na Copinha é só um pouco do que vem pela frente", completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EM MS
Lutador tem liberdade negada e Justiça marca 1ª audiência de madrasta que pisoteou bebê até a morte
AGENDA
Carreta da Justiça atende moradores de Paraíso das Águas até sexta-feira
CIDADES
Morre o ator Caio Junqueira, uma semana após acidente de carro no Aterro
BONITO - MS
Passeios em Bonito são finalistas de prêmio internacional de sustentabilidade
CIDADES
Gabeira visita Rio da Prata e faz alerta para que “paraíso continue de pé”
GERAL
MP-MS se adequa a Lei de Acesso à Informação e muda regra sobre sigilo em inquéritos
MIRANDA - MS - AFOGAMENTO
'Prainha', local onde criança morreu afogada já estava interditada por risco de morte em Miranda
BONITO - MS - AÇÃO POLICIAL
Embaixo da ponte sobre o Rio Formoso, PM flagra homem e menores alcoolizados em Bonito (MS)
TRÂNSITO
Acidente entre dois carros na MS-276 deixa mulher presa nas ferragens
BRASIL
Cápsula com césio-137 é achada em ferro velho de Alagoas